Desculpas há muitas!

sábado, novembro 18, 2017


Uma doença não serve de desculpa para tudo!


Sei o que é viver com uma doença invisível aos olhos dos demais, silenciosa, matreira e um pouco caprichosa.

Sei o que é entrar numa clínica, olharem para mim e perguntarem: "A menina é a nova psicóloga que vai entrar em funções?". Lembro-me perfeitamente desse momento, de sorrir e responder: "Não... Sou a nova paciente e vou ficar aqui nem sei bem por quanto tempo!"


Nesse dia, percebi o que a minha avó queria dizer quando pronunciava a seguinte frase: "Ninguém morreu pela aparência!". Por dentro, podemos estar a morrer aos poucos e tal não se reflectir ou transparecer totalmente no nosso exterior. O ser humano é perito em matéria de "disfarce" e eu não sou nem fui excepção. Podem ver como dissimulação, aliás, tudo na vida depende da perspectiva pela qual depreendemos o que é visível aos nossos olhos.

Eu vejo este comportamento de uma forma completamente diferente! Sendo mais explicita: Ninguém, seja ele quem for, tem culpa ou responsabilidade por eu me sentir mal, triste, deprimida, desolada, magoada e mais uns quanto sinónimos que pudessem caracterizar o meu estado de alma naquele instante. Assim sendo, quando saio de casa, quando entro num qualquer espaço, levo sempre um sorriso no rosto e um "Olá! Boa dia/tarde/noite!". Chamo a este comportamento - regras de boa educação. 

Posso estar a ter um dia difícil, mas quem se cruza comigo não tem de levar com mau humor, negatividade, mau estar. Há quem diga: Para quê esse comportamento? Se estás mal disposta tens de demonstrar e não fingir!". Já fui "abençoada" por estas indirectas, mas ainda não percebi porque não as tornaram em formas directas de dizerem o que pensam. Provavelmente, têm "medo" da resposta. Não se trata de fingimento, mas sim, respeito por quem se cruza comigo e partilha o mesmo espaço muitas vezes durante várias horas. Há necessidade de criar mau ambiente, de colocar os outros a "sofrerem" com a nossa tristeza? Resolve algum dos nossos problemas? Que eu saiba, não! Na verdade, até cria mais uns quantos! Para além disso, um sorriso de lés a lés só atrai coisa boa para a nossa vida! Têm dúvidas? É a nossa melhor arma!!

Deste modo, reafirmo: "Uma doença não é desculpa para tudo!". Não é desculpa para má educação, maldade, mau carácter. Para a minha sanidade mental, vou lendo/ouvindo determinados comentários no meu dia-a-dia e tento subvalorizá-los. "Fulana(o), deve estar a ter um mau dia. Sei que não está bem.", etc.. Mais uma vez, desculpo e sigo em frente, tentando "separar as águas" e compreender o que vai do outro lado. 







No entanto, uma coisa é certa nesta vida:

Erros?! Todos nós cometemos! Mas, o maior deles, é não aprender com cada uma das nossas falhas.












💜

You Might Also Like

0 comentários

Deixa o teu comentário!
Agradeço a tua visita. <3
Até breve!

Divulgar Blogs

Bloglovin'

Follow

Pinterest

Tumblr